terça-feira, 8 de outubro de 2013

Dicas de manutenção do carro

Olá, hoje vou continuar falando de carros! Bom, primeiro quero dizer que não sou nenhuma expert em mecânica de carros, aliás muito longe disso. E cansei de ficar perguntando ao marido ou até ao meu pai, como que faz isso ou aquilo, às vezes até para coisas mais simples. Por isso, resolvi pesquisar os cuidados que devemos ter com o carro, para prevenir incidentes e conservá-lo por mais tempo. 


Em primeiro lugar, pegue o manual do carro, que deverá conter todas as especificações de uso e reparação. São quatro as partes essenciais para fazer uma manutenção satisfatória: motor, pneus, amortecedores e freios. Vamos ver como checar cada uma das partes:
  •   Motor: cuidar a lubrificação deste através da medição do nível de óleo do motor e o nível de água no radiador. Para checar o nível de água, a altura da água deve estar entre a marcação mínima e máxima, e se tiver pouca deve ser completada com o motor frio.O mesmo procedimento deve ser feito para o nível de óleo, que também deve estar entre a altura máxima e mínima, e se precisar também completar. As duas medições devem ser feitas com o motor frio, e o melhor fazer as medições a cada 30 dias, sendo que normalmente os frentistas dos postos sempre perguntam se quer verificar, o que facilita muito. Também deve-se fazer a troca total do óleo, que deve obedecer as instruções do manual, e se o seu carro estiver na garantia e estiver fazendo as revisões, essa troca é feita (normalmente) na concessionária.



  • Freios: deve ser verificado semanalmente o nível de óleo dos freios, que é feito observando-se a marcação que existe no recipiente de óleo localizado no motor. Também deve ser feita a checagem do desgaste das pastilhas a cada 10.000 quilômetros, ou quando o freio faz ruídos estranhos como um apito.
  •  Amortecedores: se o veículo balança demais após passar por uma ondulação, indica que já é hora de trocar os amortecedores. Também se houver um vazamento de óleo do carro, verificar se não é um problema no amortecedor. E esses devem ser inspecionados a cada 20.000 quilômetros ou antes, caso haja ruídos, batidas ou instabilidade. Sua troca pode variar entre 40.000 e 80.000 quilômetros, dependendo do uso do veículo.
  • Pneus: verificar a pressão dos pneus é uma tarefa a ser feita a cada 15 dias, sendo que a pressão correta deve estar indicado no seu manual do carro. Pois um pneu com calibragem incorreta pode deixar seu carro mais pesado, além de aumentar o consumo de combustível. Os pneus trazem indicadores de desgaste (TWI) que estão localizados em seu costado, entre os sulcos e em alto-relevo. Quando eles se tornam visíveis, deve ser feita a substituição da peça. Até porque se os pneus estiverem gastos, quando ocorrer uma frenagem, a distância necessária para o carro parar completamente será muito maior.



       Também deve-ser realizar o Alinhamento e Balanceamento do carro a cada troca de          pneus ou quando a borracha das rodas apresentar desgaste em forma de escamas, o            carro “puxar” para um lado, desgaste maior de só um pneu ou houver trepidação no          volante.

       Agora vou listar mais alguns cuidados com outras partes do carro:
·         Bateria: precisa ser verificada trimensalmente, mesmo que geralmente tenha durabilidade de dois anos. Manter o carro parado por muito tempo acelera o desgaste da peça. O mesmo acontece se aparelhos elétricos como som, estiverem ligados com o carro desligado ou forem instalados de forma incorreta.
·   Filtros de ar, óleo e combustível: têm a função de reter as impurezas e precisam ser trocados de acordo com o prazo de valide do manual.
·     Limpador de para-brisa: verifique e troque as palhetas a cada 12 meses, ou em caso de ressecamento ou deformação da borracha.
·       Kit de embreagem: quando há desgaste, o pedal da embreagem fica duro e as marchas “arranham”.
·     Radiador: verifique a cada 15 dias o nível de água do reservatório, e caso a temperatura suba muito, pare o carro na hora para não queimar o motor. Os carros mais modernos dificilmente baixam a água.
·    Pintura: para mantê-la bonita, lavar o carro sempre que pegar poeira ou barro, usando um detergente bem suave, lavando, enxaguando e secando rapidamente. Mandar encerar o carro pelo menos duas vezes ao ano.
·        Lataria: riscos ou pequenos amassados devem ser consertados o quanto antes para evitar danos maiores. Pequenos retoques, “martelinho de ouro” e outros recursos são facilmente encontrados em serviços de reparos rápidos. Procure fazer, no mínimo, três orçamentos de oficinas, também procure oficinas distantes para garantir que não tem o preço tabelado.

·      Vidros: devem ser mantidos limpos para não prejudicar a visibilidade. Para evitar riscos, não ligue o limpador de para-brisa quando o vidro estiver seco.

Bom gente, por hoje era isso, espero que tenham gostado dessas dicas, porque pelo menos, para mim já adiantou bastante. Bjs

2 comentários:

  1. Eu tenho 16 anos, tá loooonge de eu pegar no volante! ehuehueeuehu
    Mas gostei de você ter feito um post assim, não é nada comum, legal! ;)

    Beijão
    minhagrandedistracao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amei as dicas, mas deixo isso pro meu marido kkk
    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz com o seu comentário!